Arena Powerskin e a completa coleção de trajes tecnológicos

Entenda nos detalhes, as diferenças entre oito modelos da marca indicados para a natação competitiva

22/04/2020 - Swim Channel

Facebook Twitter
Katinka Hosszu - Foto: Arena/Reprodução
Linha Carbon da Arena - Foto: Arena/Reprodução

Linha Carbon da Arena - Foto: Arena/Reprodução

Katinka Hosszu - Foto: Arena/Reprodução

A Arena apresenta a mais completa coleção de trajes para a natação competitiva. Como a modalidade tem uma extensa lista de provas, as características de um traje podem agradar um nadador de longa distância e talvez não ser a melhor opção para um nadador velocista e vice-versa. Assim como um atleta do nado peito pode desejar características específicas para o seu conforto, podendo ser diferente da necessidade de outros estilos.

A SWIM CHANNEL preparou análises especificas para cada traje da consagrada linha Powerskin, confira:

 

Arena Carbon Ultra – Foto: Matheus Paiva/SSPress/CBDA

Carbon Ultra

Um dos mais vendidos da marca, este traje tem composição de 50% de poliamida, 47% de elastano e 3% de fibra de carbono. Uma das razões deste acessório ter bastante apelo entre os nadadores é devido a tecnologia Infinity Loop, que garante máximo ajuste, controle de rotação e eficiência nos movimentos dentro da piscina. A construção do acessório também tem painéis com ultra compressão para os músculos que distribuem a pressão e deixam o corpo do atleta mais hidrodinâmico. O fato de ter 3% de carbono reduz levemente o conforto e aumentando ainda mais a compressão, por isso é a escolha para prova de extrema velocidade e é o traje escolhido pelo brasileiro Bruno Fratus, duas vezes vice-campeão mundial nos 50m livre.

 

Arena Carbon Core FX – Foto: Arena/Reprodução

Carbon Core FX

Este novo traje da marca tem material composto de 52% de poliamida, 47% de elastano e 1% de fibra de carbono e dá ao atleta uma sensação maior de suporte e maior estabilização do core. O macaquinho feminino conta com uma maior abertura no forro central, melhorando a flutuabilidade e tem um forro interno de alta cobertura que ajuda na estabilidade do core e a reduzir o arrasto. Já na parte posterior das pernas este traje produz um efeito lifting que ajuda a manter uma posição corporal elevada mesmo durante a fadiga, além de maior compressão muscular. A linha Carbon Core FX é utilizada pela campeã olímpica Ranomi Kromowidjojo, velocista especialista nos 50m e 100m livre.

 

Arena Carbon Glide – Foto: Arena/Reprodução

Carbon Glide

Novo traje com composição de 64% de poliamida, 34% de elastano e 2% de fibra de carbono, os trajes dessa linha contam com um tecido hidroglide que é extremamente leve e ajuda no deslize dentro d’água, minimizando o arrasto. Sua estrutura tem ainda um forro posicionado estrategicamente em locais que ativam os músculos durante a prova. Outra característica da traje é que ele promove uma compressão muscular leve devido as grades justas nos sentidos horizontais e verticais. Esta linha é a preferida da Dama de Ferro Katinka Hosszu que entre tantas provas, tem sua especialidade nos 200m e 400m medley.

 

Arena Carbon Flex XV – Foto: Alexandre Loureiro/COB

Carbon Flex XV

Consagrado traje entre os nadadores, tem composição de 65% de poliamida, 34% de elastano e 1% de fibra de carbono. Com o sistema V-Flex, que promove ao mesmo tempo mais compressão muscular e maior liberdade de movimento, tem uma costura em formato de X para oferecer ao nadador uma melhor distribuição da tensão ao longo da prova. A liberdade maior de movimento é favorável aos nadadores do nado peito e é a escolha do britânico Adam Peaty, recordista mundial dos 50m e 100m do estilo mencionado.

 

Arena Carbon Duo – Foto: Arena/Reprodução

Carbon Duo

Novo Traje somete para as mulheres e formado por duas peças distintas. A parte de cima (top) tem composição de 65% de poliamida, 34% de elastano e 1% de fibra de carbono e a parte de baixo (bermuda) tem 54% de poliamida, 47% de elastano e 1% de fibra de carbono. É uma das grandes novidades da Arena nos últimos anos e pode ter várias combinações de cores. O top conta com faixas de carbono para promover uma compressão leve e com conforto, já a bermuda tem uma cadeia de carbono que ajuda no posicionamento do quadril e no suporte do abdômen. Entre as nadadoras que utilizam esse traje destaque para a campeã paralímpica Jessica Long e a campeã europeia dos 100m costas Kira Tousaint.

 

Arena Carbon Air² – Foto: Arena/Reprodução

Carbon Air²

Com 65% de poliamida, 34% de elastano e 1% de fibra de carbono, este traje tem como característica poucas costuras que proporcionam máximo de conforto ao nadador. As peças também contam com fibras de carbono bastante leves que promovem maior conforto e melhor encaixe ao corpo do nadador. O conforto passa a ser um diferençal para provas de longa distancia e é o preferido do campeão olímpico dos 1500m livre, o italiano Gregorio Paltrinieri.

 

Arena Powerskin R-Evo One – Foto: Arena/Reprodução

R-Evo One

O traje é uma excelente composição de custo beneficio para o nadador. Apresenta toda a tecnológica Arena nas soldagens de poliamida (71%) e elastano (29%). Entretanto o traje não apresenta carbono em sua construção, mas apresenta a mesma leveza que as demais linhas. Evidente o preço é mais acessível.

 

Arena Powerskin ST 2.0 – Foto: Arena/Reprodução

ST 2.0

A linha apresenta preço extremamente acessível aos nadadores, com construção ergonômica, 71% de poliamida e 29% de elastano com pouca interferência de costuras e logicamente aprovado pela Federação Internacional de Natação (FINA).

 

As menções aos atletas de alta performance citadas no texto, como Adam Peaty, Bruno Fratus, Katinka Hosszu são indicações e não uma regra. O nadador pode competir com o traje que mais lhe agradar.

Todos estes trajes estão disponíveis para compra tanto na loja da SWIM CHANNEL (clique aqui), quanto no site da Arena Water Instinct (clique aqui).

Swim Channel

Equipe Swim Channel