Rei & Rainha do Mar fora do mar

Pela primeira vez Brasília foi palco do principal evento de esportes aquáticos do país com disputas no Lago Paranoá

28/05/2018 - Patrick Winkler

Facebook Twitter

Confesso que a primeira vez que cogitaram realizar o Rei & Rainha do Mar na cidade de Brasília, minha primeira reação foi de espanto. Como realizar um evento, que nasceu nas praias do Rio de Janeiro e um fortíssimo nome de realeza do mar, em água doce? Aos poucos fui compreendendo que um evento com uma década de tradição tem que expandir seu alcance e estabelecer um conceito.

Rei & Rainha do Mar virou sinônimo de qualidade, referência e principalmente esportes aquáticos, seja nas águas salgadas e agora também na água doce. Nunca deixo de mencionar que o evento foi eleito o melhor do mundo pela Open Water Source (OWS), uma associação mundial de águas abertas com sede na Califórnia.

Já Brasília, realmente é um paraíso para modalidades aquáticas. Toda a estrutura foi fixada aos redores do Mormaii Surf Bar, principal loja da marca na região centro-oeste do país. O local é conhecido como pontão, com estrutura ideal, incluindo vestiário, alimentação e fácil acesso ao lago.  Uma vez mais a natação foi realizada em três distâncias, Sprint (1 km), Classic (2 km) e Challenge (4 km), além das provas de corrida, lake biathlon, natação para crianças, stand up paddle e a grande inovação da etapa: a inserção da canoa havaiana.

A temperatura da água teve variação entre 24ºC e 25ºC, que é agradável para os atletas. Já o vento, iniciou o dia com 16 km por hora e foi intensificando conforme o decorrer do dia, quem competiu a prova do SUP, incluindo este “simpático especialista que vos escreve” sabe como estava forte o vento.

A animação dos atletas estava estampada no rosto de todos, pois no dia anterior tiveram briefing técnico das provas, ministrado simplesmente por Poliana Okimoto e Luiz Lima. Aliás, Poliana não é mais atleta profissional, mas procura se manter saudável e na ativa e acabou vencendo a prova Sprint (1 km) e foi vice-campeã do Lake Biathlon (ela também corre).

A principal prova, o Challenge, foi vencida pelo jovem Matheus Hirota de São Paulo com o tempo de 50min37s. Detalhe que o nadador realizou a prova sem roupa de borracha, nadando somente com o swimsuit regularizado pela FINA. Matheus defende a forte equipe do Unisanta de Santos e treina sob orientação de Ricardo Cintra (único técnico medalhista olímpico em águas abertas do país). Já no feminino, para alegria da cidade, a coroa foi para Letícia Queiroz da Silva, do AABB, com o tempo de 58min07s. O resultado completo pode ser conferido no site oficial do Rei & Rainha do Mar. Assista abaixo o momento da largada da prova Challenge.

 

Ao todo foram 1.400 atletas inscritos no Rei & Rainha do Mar de Brasília que já anseiam pelas próximas edições. Em breve notificaremos oficialmente as informações das próximas etapas: Bahia, São Paulo e a etapa final no Rio de Janeiro.

Tags

Águas abertas Circuito Rei e Rainha do Mar Letícia Queiroz da Silva Luiz Lima Matheus Hirota natacao Patrick Winkler Poliana Okimoto

Patrick Winkler

Editor-chefe da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas