Vibrar só na chegada não basta!

Conheça o método de treinamento com plataforma vibratória mecânica, que ajuda  nadadores fora d’água

10/01/2018 - Alexsandra Winkler

Facebook Twitter

Largar, puxar água, acelerar braçadas, virar, crescer na prova, diminuir número de respirações e ainda por fim ter excelente chegada. É preciso nadar muito. E, para nadar, é preciso de força, resistência, velocidade e coordenação motora. Um esporte que oferece muitos benefícios e proporciona vida saudável. Mas como fica aquele atleta amador que quer se tornar mais forte, mais rápido e mais confiante? Além de na água, onde se pode encontrar condições para o corpo responder mais fácil às demandas desse esporte? A resposta pode ser em cima de uma plataforma – não de saltos ornamentais, mas plataforma de vibração mecânica chamada treinamento de aceleração.

A plataforma (ou plate) funciona por vibrações (ou pulsos). A placa emite vibrações que estimulam músculos e ossos durante o treinamento. O corpo utiliza reflexamente mais fibras musculares para manter equilíbrio e postura durante esse estímulo. O movimento constante da placa faz com que exista aumento da força gravitacional no corpo causando sobrecarga muscular, necessária para o treinamento de força. Essa força fará melhorar e diminuir os tempos em treinos e provas.

Os precursores da utilização do estímulo vibratório para preparação e reabilitação de atletas foram os russos, cujos astronautas que passavam longas permanências no espaço, deparavam com atrofias musculares e osteoporose. As primeiras plataformas vibratórias eram utilizadas para tratamentos fisioterapêuticos para fortalecimento e relaxamento muscular. Devido ao grande sucesso na reabilitação de atletas no ganho de força e flexibilidade, o treinamento com vibração foi incorporado à preparação física para melhora de desempenho, força, explosão, velocidade e prevenção de lesões.

Essa preparação envolve exercícios sobre plataforma que desenvolvem e executam adequadamente os movimentos mais específicos para o esporte, aplicando força, flexibilidade e recuperação muscular, somadas à ação involuntária dos músculos (reflexos). Essa ação é causada pelas vibrações da placa, que provocam deslocamentos multidirecionais – movimentos para cima e para baixo, para frente e para trás e para os lados. São esses deslocamentos importantíssimos para estimular equilíbrio e estabilidade do corpo, além e percepção no espaço.

Em um minuto de exercício com 35 estímulos por segundo nos músculos e nos ossos, já se têm mais estímulo e mais respostas benéficas ao mesmo exercício que seria executado em solo – realizado tradicionalmente nas bordas das piscinas ou salas de musculação. O treinamento de flexibilidades pode ser realizado inteiro na plataforma, pois é mais prazeroso em função do aumento do calor corporal e do contato da placa com a região exercitada, que retira o desconforto do alongamento quando direcionado ao aumento de amplitude do movimento. O tempo de treinamento de flexibilidade no equipamento pode ser diminuído para apenas vinte minutos.

Em treino regenerativo, após sessões especificamente fortes dentro ou fora da água, ou em prova, na qual o atleta provocou seu corpo no limite das dores e do esforço físico – e precisa repetir o esforço com o pouco tempo de descanso de intervalo ou o de uma sessão de treino para outra – a massagem com a vibração da plataforma é uma excelente aplicação. Com alguns exercícios ativos na plataforma, alongamento e principalmente sequência de massagem, ocorre aumento da suplementação sanguínea da região fadigada ou região com microlesões pelo esforço, impedindo que essa situação se estenda. É excelente recurso para recuperação.

A plataforma de vibração mecânica é aprovada por médicos, que indicam uso do instrumento devido aos microimpactos nos ossos; por fisioterapeutas, que mencionam aumento do recrutamento das fibras musculares; por nutricionistas, que aprovam o maior gasto energético; por técnicos que exigem ganho de força e maior demanda muscular. Com tantas possibilidades de treinamento em um único equipamento, sobra mais tempo para nadar.

Alexsandra Winkler

Fisioterapeuta - Crefito: 45475-F