Segundo dia do Pan dá seis medalhas ao Brasil

País chega a 12 pódios na natação; dobradinha nos 200m livre masculino e recorde de Fernanda Goeij são destaques do dia

08/08/2019 - Guilherme Freitas

Facebook Twitter
Fernando Scheffer - Foto: Alexandre Loureiro/COB
Breno Correia e Fernando Scheffer - Foto: Pedro Ramos/ rededoesporte.gov.br

Breno Correia e Fernando Scheffer - Foto: Pedro Ramos/ rededoesporte.gov.br

Fernando Scheffer - Foto: Alexandre Loureiro/COB

A segunda noite de finais da natação nos Jogos Pan-Americanos de Lima deu mais x medalhas ao Brasil, além de uma nova marca sul-americana de uma das jovens revelações do país na piscina. E o dia começou com tudo, com uma dobradinha na base da raça e mantendo uma tradição de bons resultados do Brasil nos 200m livre masculino.

Fernando Scheffer e Breno Correia caíram na água em busca de mais duas medalhas nesta prova onde o Brasil vem tendo bons resultados em Pans desde a década de 1990 com Gustavo Borges. A dupla adotou uma estratégia de passar a primeira metade controlada, para poder atacar no final. E a estratégia deu certo.

Breno Correia e Fernando Scheffer -Foto: Alexandre Loureiro/COB

Nos 50 metros um furacão chamado Scheffer atropelou os rivais na raia 1 para vencer a prova com 1min46s68, tendo como destaque um ótimo parcial final de 26s47. Já Breno nadando mais no meio da piscina também cresceu na reta final, mas não conseguiu pegar seu compatriota e terminou na segunda colocação com 1min47s47.

A medalha de bronze foi para o americano Drew Kibler que chegou a liderar parte da prova no início, mas caiu e terminou com 1min47s71. Este foi ainda a primeira vez que dois brasileiros foram ao pódio juntos nos 200m livre.

 

Revezamento 4x100m livre misto – Foto: Pedro Ramos/ rededoesporte.gov.br

A prata que poderia ter sido ouro
Estreando no programa dos Jogos Pan-Americanos, o revezamento 4x100m livre misto quase deu mais uma medalha de ouro ao Brasil. A equipe tinha como estratégia abrir o máximo de distância possível para os Estados Unidos para conseguir ter uma vantagem na hora de fechar a prova. A estratégia quase deu certo, mas o Brasil não conseguiu abrir uma larga vantagem como na final do 4x100m livre masculino. Breno Correia, Marcelo Chierighini e Larissa Oliveira até estiveram a frente, mas Etiene Medeiros não conseguiu deter o forte fim de prova de Margo Geer que se coloca como grande favorita para os 50m e 100m livre. No fim o time brasileiro terminou com a prata ao nadar para 3min25s97 (novo recorde sul-americano) e os americanos fizeram 3min24s84. O bronze foi para o México com 3min31s56.

 

Leonardo de Deus – Foto: Katarine Monteiro/SWIM CHANNEL

Mais uma para Leo de Deus
Leonardo de Deus e Jogos Pan-Americanos tudo a ver. É impressionante como o nadador cgosta de nadar esta competição e sei muito bem. Depois do tri nos 200m borboleta, ele voltou a água para nadar os 200m costas e mais uma ve deixou a piscina com uma medalha no peito. Desta vez um bronze numa prova onde o brasileiro cresceu na parte final e mais uma vez fez uma marca melhor do que a do Mundial de Gwangju: 1min58s73. O americano Daniel Carr levou o ouro com 1min58s13 e seu compatriota Nicholas Alexander a prata com 1min58s30. Brandonn Almeida foi o sexto com o mesmo tempo das eliminatórias: 2min01s51.

 

Larissa Oliveira – Foto: Pedro Ramos/ rededoesporte.gov.br

Primeiro pódio individual de Larissa
A primeira medalha do Brasil no dia veio nos 200m livre feminino. E foi também o primeiro pódio individual de Larissa Oliveira na competição. A brasileira fez uma prova forte e conseguiu segurar o ataque das adversárias no fim para terminar em terceiro lugar com 1min59s78. Manuella Lyrio, que havia sido bronze no último Pan, terminou na sexta colocação com 2min00s44. Junto com Larissa no pódio duas americanas: a campeã Claire Rasmus que nadou para 1min58s64 e a vice Meaghan Raab que fez 1min58s70.

 

Vinicius Lanza – Foto: Katarine Monteiro/SWIM CHANNEL

Recorde pan-americano nas eliminatórias
Os 100m borboleta masculino foi uma das provas mais fortes do Pan ate agora com recorde pan-americano e reviravoltas. O guatemalteco Luiz Carlos Martinez que a grande surpresa das eliminatórias ao cravar um ótimo 51s44, batendo o recorde de campeonato. Se ele repetisse esse tempo na final teria sido medalha de ouro, mas terminou com a prata ao fazer 51s63. O ouro foi para quem até ontem tinha sido a grande decepção dos Jogos. medalhista olímpico e mundial, Tom Shields havia afundado nos 200m borboleta ao terminar em último. Nos 100 metros deu a volta por cima ao sagrar-se campeão com 51s59 e recuperar seu prestígio. O Brasil foi ao pódio com Vinicius Lanza que terminou com o bronza nadando para 51s88.

 

Fernanda de Goeij – Foto: Alexandre Loureiro/COB

Recorde, mas sem medalha
Um dos destaques do dia foi a jovem Fernanda Goeij. Nadando seu primeiro Pan, a brasileira obteve em Lima as duas melhores marcas da carreira nos 200m costas. Primeiro na eliminatória quando fez 2min12s63 e depois na final quando abaixou ainda mais para 2min11s95 e bateu o recorde sul-americano na distância que pertencia a Joanna Maranhão. A medalha não veio, mas o quarto lugar foi bastante celebrado pela atleta. No pódio dobradinha americana com Alexandra Walsh e Isabelle Stadden com 2min08s30 e 2min08s39, respectivamente. A canadense Mackenzie Glover foi bronze com 2min10s95.

 

Giovana Diamante – Foto: Alexandre Loureiro/COB

Final de prova pesou
O Brasil estava bem na metade inicial dos 100m borboleta, quando Giovanna Diamante e Daynara de Paula passaram em segundo e terceiro lugar. Mas na volta as duas sentiram o começo forte e acabaram fora do pódio. Giovanna terminou em quarto lugar com 59s31 e Daynara foi a sexta com 1min00s41. Kendyl Stewart dos Estados Unidos confirmou o favoritismo e levou o ouro com 58s49. Prata para a canadense Danielle Hanus com 58s93 e bronze para a americana Sarah Gibson com 59s11.

Com esses resultados o Brasil chega a 12 medalhas nestes Jogos Pan-Americanos sendo agora quatro de ouro, quatro de prata e mais quatro de bronze. Os americanos lideram o quadro de medalhas com nove de ouro, seis de prata e cinco de bronze totalizando 20 medalhas ao todo. Os resultados completos do dia podem ser conferidos no site oficial dos Jogos clicando aqui.

Tags

Breno Correia Fernanda Goeij Fernando Scheffer Jogos Pan-Americanos Lima-2019 natacao

Guilherme Freitas

Jornalista sênior da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas