Seis índices no terceiro dia de Troféu José Finkel

Em dia de vitória de Cesar Cielo, atletas conquistaram o maior número de índices para o Mundial de curta até aqui

27/08/2018 - Katarine Monteiro

Facebook Twitter
Pódio dos 100m livre - Foto: Satiro Sodré/SSPressCBDA

Pódio dos 100m livre - Foto: Satiro Sodré/SSPressCBDA

O terceiro dia de competições no Troféu José Finkel, que é realizado no Pinheiros até terça-feira (28), foi marcado pela obtenção de seis índices para o Mundial de piscina curta na China e mais três recordes sul-americanos. O dia das provas curtas mostrou que o país continua forte nas distâncias menores e que pode brigar pelo pódio em campeonatos internacionais, como o que acontecerá em dezembro.

Nos 100m livre feminino melhor para Larissa Oliveira que dominou a prova toda de ponta a ponta, quebrou seu próprio recorde sul-americano com o tempo de 52s45 e obteve o índice para o Mundial por dois centésimos. Medalha de prata para Manuella Lyrio, do Pinheiros, com 53s75 e bronze para Daynara de Paula, do SESI, com o tempo de 53s84.

“Eu estava muito nervosa, mas eu vim hoje para alcançar o índice e quebrar esse recorde sul-americano. Estava muito focada, eu fico muito feliz por ter conseguido o meu índice e ter, teoricamente, conquistado essa vaga”, contou Larissa.

Larissa Oliveira – Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Nos 100m livre masculino Cesar Cielo voltou a vencer a prova em campeonatos absolutos com o tempo de 46s83. Dependendo dos critérios de avaliação da CBDA ele pode voltar a seleção para o revezamento com a vitória. Emocionado após a prova, o atleta analisou sua performance: “A minha felicidade de ter ganho a prova foi porque saiu meio que na “raça”, já que eu treinei mais para os 50m livre. Minhas viradas foram ruins, então tem um lado meu que está um pouco insatisfeito, mas acredito que tenha sido por falta de competição. Para o Mundial o melhor é fazer um planejamento em que eu possa competir um pouco mais para me sentir mais confortável na execução das coisas, para sair mais natural. Apesar da vitória, não achei tão boa a prova, mas foi uma felicidade voltar a vencer, eu não ganhava uma prova dos 100m livre já faz um tempo. Por isso saio daqui hoje satisfeito”, disse Cielo.

Para a prova dos 50m livre, o atleta comentou: “Agora para os 50m livre já é outra competição, estaremos no meu espaço. Já estou com a prova mais confortável na minha cabeça e sei exatamente o que preciso fazer para obter o índice e realizar uma boa prova”, disse o campeão olímpico. A prata dos 100m ficou com Marcelo Chierighini que fez 46s99 e o bronze para Matheus Santana, que volta a subir no pódio de um absoluto, com 47s00.

Cesar Cielo – Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Na prova dos 200m borboleta feminino vitória para Giovanna Diamante, do Pinheiros, com o tempo de 2min08s31, mais de dois segundos a frente de Carolina Sarruf, a segunda colocada com 2min10s55 e Maria Pessanha, a terceira colocada com 2min10s84.

Na prova masculina dos 200m borboleta mais um ouro para Vinicius Lanza que venceu ontem os 200m medley. Lanza nadou na frente e cravou 1min51s00, novo recorde do campeonato e mais um índice para o nadador, que está em boa fase. “Estou muito feliz, trabalhei muito para chegar até aqui, para colher esses frutos, é resultado de muita dedicação, muito treino duro, está tudo dando certo”, conta Lanza. Luiz Altamir também nadou abaixo do índice e garantiu a medalha de prata com o tempo de 1min51s54. O bronze ficou com Leonardo de Deus que fez 1min51s86, acima do índice de 1min51s68. Na final B da prova recorde brasileiro da categoria juvenil 2 para Gustavo Saldo do Curitibano, com o tempo de 1min59s88.

Vinicius Lanza e Luiz Altamir – Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Nos 50m peito feminino Jhennifer Alves, do Pinheiros, quebrou o recorde sul-americano que pertencia a ela desde setembro de 2016. Com 30 segundos, a atleta ficou com o ouro, mas não conseguiu obter o índice de 29s88. A prata ficou com Carolyne de Souza que fez 30s03 e o bronze com Renata Sander com o tempo de 30s58.

Na prova masculina dos 50m peito índice para Felipe Lima do Minas com o tempo de 26s00. Em segundo veio João Gomes Júnior com 26s13 e em terceiro Diego Prado com 26s20. “Estar em mais um Mundial de curta é muito gratificante para mim, será meu quarto! Estou com 33 anos de idade e continuo me superando e dando o meu melhor a cada treino, tudo para chegar nesse resultado, estou bastante feliz”, contou Lima.

Felipe Lima – Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Nos 50m costas, Etiene Medeiros voltou a sua melhor forma. Com o tempo de 25s95 alcançou o índice para o Mundial do final do ano e nadou perto de seus melhores tempo. Fernanda Celidônio foi a segunda colocada e a argentina Andrea Berrino a terceira com 27s68 e 27s72 respectivamente. “É muito importante estar nadando próximo do seu melhor. Minha intenção era alcançar o índice e fiz muito melhor do que isso. Eu gosto dessa adrenalina, eu gosto dessa emoção, fiquei muito feliz em ver a arquibancada cheia também. Para mim é muito importante essa volta, foi importante vencer e alcançar o índice, vou nadar amanhã os 100m costas e depois os 50m livre mais aliviada, mais tranquila. Agora é tentar descansar para encarar o que falta na competição”, disse Etiene.

Etiene Medeiros – Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Na prova masculina também tivemos a obtenção do índice. Guilherme Guido bateu o recorde sul-americano da prova e ainda fez o segundo melhor tempo do mundo da era pós-trajes. Com o tempo de 22s68, Guido melhorou ainda mais o seu tempo pela manhã que era de 22s75 e nadou novamente abaixo do índice exigido de 23s16. Gabriel Fantoni ficou em segundo com 23s46 e Guilherme Massê em terceiro com 23s49. “Tenho coisas para arrumar ainda, mas estou muito feliz com o índice e principalmente pelo recorde sul-americano. Meu melhor tempo era 23s1, estava me sentindo muito bem no treino, mas o tempo me surpreendeu bastante, estou muito contente. Objetivo alcançado nos 50m, agora estou focado nos 100 m costas, que já é amanhã”, contou Guido.

Guilherme Guido – Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

A competição segue nesta segunda-feira (27) com as provas de 400m medley, 50m borboleta, 200m livre e 100m costas. A TV CBDA transmite as provas. Os resultados completos desse domingo podem ser vistos AQUI. 

Tags

Cesar Cielo Etiene Medeiros Guilherme Guido Larissa Oliveira Luiz Altamir natacao Troféu José Finkel Vinícius Lanza

Katarine Monteiro

Jornalista da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas