Sharon van Rouwendaal troca de técnico

Campeã olímpica dos 10 km deixa o técnico Philippe Lucas e passará a treinar com Bernd Bekhahn na Alemanha

10/08/2020 - Alexandre Pussieldi

Facebook Twitter
Sharon van Rouwendaal - Foto: Divulgação
Sharon van Rouwendaal - Foto: Getty Images

Sharon van Rouwendaal - Foto: Getty Images

Sharon van Rouwendaal - Foto: Divulgação

* Publicado originalmente na Best Swimming no dia 7 de agosto de 2020

Depois de sete anos de relação, a holandesa Sharon van Rouwendaal anunciou que está deixando o programa do renomado e rigoroso treinador Philippe Lucas. Campeã olímpica dos 10 quilômetros no Rio-2016, van Rouwendaal vai treinar com o técnico alemão Bernd Bekhahn responsável pelo programa de Florian Wellbrock entre outros fundistas destacados.

Sharon fez o anúncio com um agradecimento em suas redes sociais pelo período que esteve com Lucas. Foi neste período que ela passou a nadar as provas de maratonas aquáticas. Nascida em Baarn, na Holanda, ela vive desde a infância na França.

Em 2010, treinando com Jacco Verhaeren ganhou suas primeiras medalhas internacionais nos 100m e 200m costas no Campeonato Europeu de curta. No final de 2013, após um bronze nos 800m livre no Europeu de curta, passou a treinar com Phillipe Lucas na França.

Sharon van Rouwendaal e Philippe Lucas – Foto: Reprodução

Sharon se tornou na primeira atleta de maratona aquática, e única mulher, a vencer medalhas em Campeonatos Mundiais em piscina e águas abertas na mesma edição. Foi em Kazan-2015 quando foi prata nos 10 quilômetros e na prova de equipes nas águas abertas e alguns dias depois levou uma prata nos 400m livre em piscina.

Sua consagração veio com o ouro olímpico nos Jogos do Rio-2016. No ano passado, garantiu a vaga para sua terceira Olimpíada ao terminar em 10º lugar na prova classificatória em Gwangju, apenas um décimo de segundo a frente da francesa Aurélie Muller e oito décimos na frente da brasileira Viviane Jungblut que ficaram respectivamente em 11º e 12º lugar.

Sharon já anunciou que começa seus treinamentos em Magdeburgo a partir do dia 17 deste mês. Lá, sob orientação de Bekhahn está um dos melhores programas de fundo da Europa. Além do campeão mundial e também classificado para os Jogos de Tóquio nas provas de piscina e maratonas aquáticas, Florian Wellbrock, também treina a medalhista mundial e namorada de Wellbrock, Sarah Kohler. Outro nome do grupo de Bekhahn é Rob Muffels, ex-namorada de van Rouwendaal, e que ficou em terceiro lugar nos 10 quilômetros de Gwangju no ano passado.

Sharon van Rouwendaal – Foto: Reprodução

Com a chegada da holandesa, agora o grupo de Bekhahn terá quatro nadadores classificados para as provas de 10 quilômetros de Tóquio: Florian Wellbrock, Rob Muffels, Finnia Wunram e Sharon van Rouwendaal, enquanto a equipe de Lucas para a Olimpíada terá três nadadores: Marc-Antoine Olivier, David Aubry e Lara Grangeon.

É importante destacar que a decisão da saída de van Rouwendaal de Lucas acontece poucos dias depois do retorno de Grangeon ao grupo. Uma forte rivalidade entre as duas é apontada como uma das razões para a saída da holandesa.

Tags

Águas abertas natacao Philippe Lucas Sharon van Rouwendaal Tóquio-2020

Alexandre Pussieldi

Editor-chefe da Best Swimming e colunista da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas