Show nos 200m medley masculino

Caio Pumputis, Leonardo Santos e Gabriel Ogawa nadam a distância abaixo dos 2 minutos; Pinheiros encosta no Minas na pontuação

21/04/2019 - Guilherme Freitas

Facebook Twitter
Caio Pumputis - Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA
O trio do Pinheiros comemora o resultado. Foto:  Satiro Sodré/SSPress/CBDA

O trio do Pinheiros comemora o resultado. Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Caio Pumputis - Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Thiago Pereira foi durante muitos anos um dos melhores nadadores de medley do mundo. Duelou contra Michael Phelps, Ryan Lochte e Lazslo Cseh, o famoso quarteto fantástico dos 200m medley. Desde sua despedidas das piscinas em 2017, e também com a aposentadoria de Henrique Rodrigues no fim do ano passado, o Brasil não teve um nadador com potenciais chances de medalhas em grandes eventos. Thiago Simon até conseguiu resultados positivos, mas sua principal prova são os 200m peito. Mas depois da noite da 5ª etapa do Troféu Brasil-Maria Lenk parece que o Brasil agora tem vários candidatos a brilhar nesta tradicional prova.

A começar por Caio Pumputis, que vem sendo um dos grandes destaques desta competição. O nadador do Pinheiros, que já havia brilhado nas provas de peito, venceu hoje os 200m medley com o melhor tempo de sua carreira: 1min57s70, marca que é oitava do ranking mundial desta temporada. Ao seu lado no pódio teve a companhia de dois outros atletas do Pinheiros. Leonardo Santos que levou a prata com 1min59s56 e Gabriel Ogawa medalhista de bronze com 1min59s92. Um resultado muito bom já que ambos também nadaram a prova abaixo de 2 minutos (Leonardo pela segunda vez, melhorando sua melhor marca em 10 centésimos).

O trio do Pinheiros comemora o resultado. Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Isso é algo realmente bastante positivo, afinal antes deles apenas outros quatro nadadores haviam conseguido nadar a distância abaixo dessa marca: Thiago Pereira, Henrique Rodrigues, Thiago Simon e Vinícius Lanza, que hoje foi quarto colocado com 2min00s97, mas tem como melhor marca 1min58s10 feitos no Troféu Brasil-Maria Lenk  do ano passado que o colocam como potencial candidatos para nadar esta prova pelo Brasil em futuras competições.

Se entre os homens o resultado foi positivo para a natação brasileira, com as mulheres não podemos dizer a mesma coisa. Novamente o pódio teve mais estrangeiras do que atletas locais. A italiana Ilaria Cusinato conquistou mais uma medalha de ouro neste Troféu Brasil-Maria Lenk ao vencer com 2min13s96. Em segundo lugar chegou a argentina Florência Perotti com 2min15s37 e na terceira colocação a melhor brasileira, Gabrielle Roncatto que faturou o bronze com 2min15s96.

Etiene Medeiros – Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

A situação foi a mesma nos 400m livre, afinal novamente a argentina Delfina Pignatiello foi a grande campeã de uma prova de fundo. Foi o terceiro triunfo da jovem nadadora de 19 anos que já havia levados os 800m e 1500m livre. Hoje ela mais uma vez foi dominante e ganhou com sobras: 4min09s22, abaixo do recorde brasileiro de Joanna Maranhão. Viviane Jungblut terminou com a medalha de prata com 4min13s28 e Aline Rodrigues foi bronze com 4min13s68.

Tivemos ainda as provas de 50 metros estilos de costas e borboleta. Nos 50m costas feminino deu Etiene Medeiros, sobrando na piscina com 27s36 batendo o recorde de campeonato. Andrea Berrino, prata com 28s59, e Erika Gonçalves, bronze com 28s77, completaram o pódio. Na versão masculina o campeão foi Guilherme Guido com 24s94, batendo por apenas cinco centésimos o vice-campeão Gulherme Basseto. Em terceiro lugar chegou Gabriel Fantoni, bronze com 25s12.

Nicholas Santos – Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Nos 50m borboleta aconteceu a mais uma vitória da natação brasileira feminina, agora com Daiene Dias triunfando com 26s31 batendo as nadadoras Luanna Martins e Giovana Diamante que empataram na segunda colocação com 26s65. Na versão masculina Nicholas Santos mais vez mostrou que sobra nesta distância e com 22s77 terminou como o único a nadar abaixo dos 23 segundos. A seguir vieram Gabriel Santos e Vinícius Lanza com 23s43 e 23s51 respectivamente.

Com apenas um dia para terminar a competição a disputa pelo título por equipes esta bem acirrada. O Pinheiros conseguiu diminuir bastante a diferença para o Minas Tênis Clube e agora o placar aponta 2.037 pontos para os mineiros contra 2.009 dos paulistas. A definição do campeão será o ponto alto do último dia. Em terceiro lugar segue o Corinthians com 843 pontos. Os resultados completos do 5º dia estão no site da CBDA e podem ser conferidos aqui.

Delfina Pignatiello – Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Neste domingo termina o Troféu Brasil-Maria Lenk 2019 com as provas de 400m livre (masculino), 50m livre (masculino e feminino), 200m costas (masculino e feminino), 50m peito (masculino e feminino) e revezamento 4x100m medley (masculino e feminino).

Tags

Caio Pumputis CBDA Gabriel Ogawa Leonardo Santos natacao Troféu Brasil Maria Lenk

Guilherme Freitas

Jornalista sênior da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas