Tetsuo Okamoto é nomeado para o Hall da Fama do COB

Comitê Olímpico do Brasil divulgou dez novos membros para o Hall da Fama, entre eles o primeiro nadador medalhista olímpico

30/04/2020 - Katarine Monteiro

Facebook Twitter
Tetsuo Okamoto - Foto: Reprodução

Tetsuo Okamoto - Foto: Reprodução

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) anunciou a inclusão de dez novos integrantes no Hall da Fama da entidade que farão parte da lista de homenageados a partir deste ano. A escolha foi feita a partir de processo de eleição realizado na última segunda-feira (27) totalmente online.

Os integrantes da Comissão Avaliadora receberam virtualmente os formulários de votação, e a reunião ocorreu por meio de videoconferência. Entre os nomes homenageados está o do nadador Tetsuo Okamoto, primeiro medalhista olímpico da natação brasileira ao conquistar o bronze nos 1500m livre no Jogos de Helsinque em 1952.

“O pioneirismo de Tetsuo conquistando a primeira medalha olímpica da natação brasileira foi um marco muito importante na afirmação do respeito internacional pela natação brasileira. Na época, vínhamos de uma boa Olimpíada em Londres-1948 (com uma final de revezamento feminino e também a final individual da Piedade Coutinho), mas as medalhas, que eram prováveis para Maria Lenk e Piedade em 1940 e 1944, ficaram na saudade por causa da II Guerra Mundial”, comentou Renato Cordani, presidente do Hall da Fama da Natação Brasileira e diretor da CBDA.

Homenagem a Tetsuo Okamoto em 1957 – Foto: Wikicoomons/Arquivo Nacional

A comissão de votação foi formada por sete membros da diretoria do COB, dois integrantes da Comissão de Atletas do COB, quatro do Conselho de Administração do COB e apenas um dos representantes nacionais do Comitê Olímpico Internacional (COI), Andrew Parsons. Tetsuo foi o responsável pela primeira das 14 medalhas aquáticas do país em Jogos Olímpicos. Ele foi também medalhista de ouro nos 400m e 1500m livre, além de uma prata com o revezamento 4x200m livre na primeira edição dos Jogos Pan-Americanos em Buenos Aires-1951.

“Como diretor da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos, afirmo que a entidade está muito satisfeita pelo COB ter acatado nossa sugestão. E como membro do Hall da Fama da Natação Brasileira tenho a satisfação de já termos o Tetsuo no nosso panteão como o primeiro homenageado do HFNB em 2013. Tetsuo Okamoto, o nosso “Japonês Voador”, é merecedor de todas as homenagens possíveis”, completou Cordani.

Tetsuo Okamoto no pódio olímpico – Foto: Reprodução

Criado em 2018, o Hall da Fama do COB homenageou em sua primeira edição, no Prêmio Brasil Olímpico, o maratonista Vanderlei Cordeiro de Lima, o velejador Torben Grael e a dupla de vôlei de praia Sandra Pires e Jackie Silva, primeiras mulheres campeãs olímpicas brasileiras.

Além de Tetsuo, este ano foram adicionados: Adhemar Ferreira da Silva e Aída dos Santos (atletismo), Aurélio Miguel (judô), Bernard Rajzman (vôlei),  Reinaldo Conrad (vela),  Sebastián Cuattrin (canoagem velocidade),  Wlamir Marques (basquete), Nelson Pessoa (hipismo saltos) e Mário Jorge Lobo Zagallo (futebol). Veja detalhes sobre os homenageados clicando aqui.

Tags

COB Hall da Fama COB história natacao Renato Cordani Tetsuo Okamoto

Katarine Monteiro

Jornalista da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas