Roma

Tetsuo Okamoto é nomeado para o Hall da Fama do COB

Comitê Olímpico do Brasil divulgou dez novos membros para o Hall da Fama, entre eles o primeiro nadador medalhista olímpico

30/04/2020 - Katarine Monteiro

Facebook Twitter
Tetsuo Okamoto - Foto: Reprodução

Tetsuo Okamoto - Foto: Reprodução

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) anunciou a inclusão de dez novos integrantes no Hall da Fama da entidade que farão parte da lista de homenageados a partir deste ano. A escolha foi feita a partir de processo de eleição realizado na última segunda-feira (27) totalmente online.

Os integrantes da Comissão Avaliadora receberam virtualmente os formulários de votação, e a reunião ocorreu por meio de videoconferência. Entre os nomes homenageados está o do nadador Tetsuo Okamoto, primeiro medalhista olímpico da natação brasileira ao conquistar o bronze nos 1500m livre no Jogos de Helsinque em 1952.

“O pioneirismo de Tetsuo conquistando a primeira medalha olímpica da natação brasileira foi um marco muito importante na afirmação do respeito internacional pela natação brasileira. Na época, vínhamos de uma boa Olimpíada em Londres-1948 (com uma final de revezamento feminino e também a final individual da Piedade Coutinho), mas as medalhas, que eram prováveis para Maria Lenk e Piedade em 1940 e 1944, ficaram na saudade por causa da II Guerra Mundial”, comentou Renato Cordani, presidente do Hall da Fama da Natação Brasileira e diretor da CBDA.

Homenagem a Tetsuo Okamoto em 1957 – Foto: Wikicoomons/Arquivo Nacional

A comissão de votação foi formada por sete membros da diretoria do COB, dois integrantes da Comissão de Atletas do COB, quatro do Conselho de Administração do COB e apenas um dos representantes nacionais do Comitê Olímpico Internacional (COI), Andrew Parsons. Tetsuo foi o responsável pela primeira das 14 medalhas aquáticas do país em Jogos Olímpicos. Ele foi também medalhista de ouro nos 400m e 1500m livre, além de uma prata com o revezamento 4x200m livre na primeira edição dos Jogos Pan-Americanos em Buenos Aires-1951.

“Como diretor da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos, afirmo que a entidade está muito satisfeita pelo COB ter acatado nossa sugestão. E como membro do Hall da Fama da Natação Brasileira tenho a satisfação de já termos o Tetsuo no nosso panteão como o primeiro homenageado do HFNB em 2013. Tetsuo Okamoto, o nosso “Japonês Voador”, é merecedor de todas as homenagens possíveis”, completou Cordani.

Tetsuo Okamoto no pódio olímpico – Foto: Reprodução

Criado em 2018, o Hall da Fama do COB homenageou em sua primeira edição, no Prêmio Brasil Olímpico, o maratonista Vanderlei Cordeiro de Lima, o velejador Torben Grael e a dupla de vôlei de praia Sandra Pires e Jackie Silva, primeiras mulheres campeãs olímpicas brasileiras.

Além de Tetsuo, este ano foram adicionados: Adhemar Ferreira da Silva e Aída dos Santos (atletismo), Aurélio Miguel (judô), Bernard Rajzman (vôlei),  Reinaldo Conrad (vela),  Sebastián Cuattrin (canoagem velocidade),  Wlamir Marques (basquete), Nelson Pessoa (hipismo saltos) e Mário Jorge Lobo Zagallo (futebol). Veja detalhes sobre os homenageados clicando aqui.

Tags

COB Hall da Fama COB história natacao Renato Cordani Tetsuo Okamoto

Notícias relacionadas