Trio de ídolos em ação hoje no Rio

09/09/2016

Facebook Twitter

Andre Brasil busca o tri nos 50m livre S10 – Jonne Roriz/MPIX/CPB

Clodoaldo Silva, Daniel Dias e André Brasil somam juntos 38 medalhas em Jogos Paralímpicos. Os três influenciaram e continuam influenciando gerações a praticar natação paraolímpica e também são considerados como os maiores ídolos da modalidade no Brasil. A Clodoaldo inclusive, coube a honra de ascender a pira paralímpica. Hoje os três caíram na água e podem deixar o Estádio Aquático Olímpico com novas medalhas para a vasta coleção.

Ontem Daniel Dias já estreou o pódio olímpico, local onde deverá voltar muitas vezes nestes Jogos Paralímpicos. O nadador sagrou-se tricampeão na prova dos 200m livre na classe S5 ao vencer a prova com o tempo de 2min27s88, acima de seu recorde mundial que é de 2min26s51. Hoje ele volta a piscina para disputar a final do revezamento 4x50m livre misto 20 pontos.

Daniel Dias celebra seu primeiro ouro - Foto - Gabriel Heusi

Daniel Dias celebra seu primeiro ouro – Foto: Gabriel Heusi

Nas eliminatórias do revezamento tivemos Clodoaldo Silva nadando as eliminatórias e completando sua parcial com 35s51. Disputando a última Paralímpiada da carreira, o tubarão das piscinas voltará para a final juntamente com a experiente nadadora Susana Schnarndorf e há boas chances do revezamento, que terá ainda Joana Neves e Daniel Dias, conquistar o ouro.

Dono de dez medalhas paralímpicas, André Brasil fará estreia na competição em uma das provas onde é considerado um dos favoritos: os 50m livre classe S10. Aqui ele lutará pelo tricampeonato paraolímpico na distância, onde detém também o recorde mundial e paraolímpico de 23s16 obtidos nos Jogos de Londres-2012.

Clodoaldo Silva se despede das Paralímpiadas - Foto: Luiza Kreitlon/Pautas & Notícias

Clodoaldo Silva se despede das Paralímpiadas – Foto: Luiza Kreitlon/Pautas & Notícias

Ontem, além de Daniel Dias o Brasil também ganhou um bronze com Ítalo Pereira nos 100m costas classe S8 (1min12s48) e fez ao todo sete finais, com destaque para Talisson Glock e Caio Oliveira, que terminaram em quarto lugar nos 100m costas S6 e 400m livre S8, respectivamente. Hoje também teremos nas finais lutando por medalhas os nadadores Talisson Glock nos 50m borboleta classe S6, Phelipe Rodrigues nos 50m livre classe S10 e Mariana Ribeiro nos 50m livre classe S10.

Por Guilherme Freitas

Tags

André Brasil Clodoaldo Silva Daniel Dias Jogos Paralímpicos natação paralímpica Rio-2016