Um Mundial que promete!

Competição em piscina curta, que começa mês que vem na China, terá presença de várias estrelas da natação internacional

22/11/2018 - Guilherme Freitas

Facebook Twitter
Cesar Cielo Filho - Foto: Satiro Sodré/SSPress

Cesar Cielo Filho - Foto: Satiro Sodré/SSPress

O mês de dezembro esta chegando e com ele o principal evento do calendário internacional de 2018 da Federação Internacional de Natação (FINA): o Campeonato Mundial de piscina curta, que acontecerá na cidade chinesa de Hangzhou entre os dias 11 e 16 do próximo mês. Mesmo sendo em uma data onde muita gente já esta planejando as férias de fim de ano, a competição promete ser bastante interessante com a presença já confirmada de várias estrelas internacionais.

A começar pela seleção brasileira que fez do Troféu José Finkel em agosto sua seletiva única. Um time de 20 nadadores viajará em breve para a China e há boas perspectivas de medalhas. Atual recordista mundial dos 50m borboleta, Nicholas Santos vai atrás do bicampeonato mundial na prova (venceu em 2012). Além dele, quem tentará retornar ao lugar mais alto do pódio é Etiene Medeiros que lutará pelo tricampeonato mundial nos 50m costas. Quem também chega bem cotado a China é Guilherme Guido nos 50m costas, Felipe Lima nos 50m e 100m peito e o revezamento 4x100m livre masculino que busca ser eficiente também na piscina curta.

Nicholas Santos – Foto: Satiro Sodre/SSPress

O Mundial também pode ser a despedida de Cesar Cielo das piscinas. O campeão olímpico não confirmou oficialmente, mas a competição na China deve ser a última de sua gloriosa carreira. No Mundial Cielo tentará ir a pódio nos 50m e 100m livre, além das disputas em revezamento. E caso conquiste mais uma medalha ele superará mais um recorde, se tornando o brasileiro com mais medalhas na competição. Hoje ele divide este posto com Gustavo Borges já que ambos têm dez medalhas em Mundiais de piscina curta.

Os brasileiros terão pela frente adversários de peso na luta por medalhas. Os Estados Unidos convocaram um time de respeito para o evento. Caeleb Dressel, Michael Andrew, Kathleen Baker, Ryan Murphy e Kelsi Dahlia são alguns dos 35 atletas que o país terá na competição. Outra seleção que vem forte é a Rússia. Mesmo sem Yulia Efimova e Anton Chupkov, o país europeu convocou 39 nadadores com destaque para o rei da Copa do Mundo Vladimir Morozov, o jovem Kliment Kolesnikov e o medalhista olímpico Evgeny Rylov.

Caeleb Dressel – Foto: Peter H. Bick

Outros destaques que estarão no Mundial são os japoneses Ryosuke Irie, Daiya Seto e Kanako Watanabe, as holandesas Femke Heemskerk e Ranomi Kromowidjojo, os italianos Federica Pellegrini, Gregorio Paltrinieri e Gabriele Detti, os australianos Cameron McEvoy, Mitchell Larkin e Emily Seebohm, a húngara Katinka Hosszu, o sul-africano Chad Le Clos e a argentina Delfina Pignatiello.

A China ainda não revelou seus nadadores e ainda existe a expectativa da convocação de Sun Yang, o principal atleta do país. E com certeza a presença do ídolo nacional atrairá muito mais público a piscina temporária construída no Centro de Convenções e Esporte da cidade.

Sarah Sjöström – Foto: Clive Rose

Entre os desfalques sentidos o principal deles será sem dúvida o da rainha da Copa do Mundo de piscina curta Sarah Sjöström. A sueca optou por não nadar o evento na China mesmo tendo tido uma ótima temporada na piscina de 25 metros. Além dela também não nadará a espanhola Mireia Belmonte que em 2014 ganhou quatro medalhas de ouro e bateu dois recordes mundiais na ocasião.

Tags

Campeonato Mundial de piscina curta Cesar Cielo Fina Hangzhou natacao

Guilherme Freitas

Jornalista sênior da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas