Velocistas em ação no Rio de Janeiro

Oito nadadores começam hoje a tarde no Parque Aquático Maria Lenk um training camp especial visando o revezamento 4x100m livre

30/01/2019 - Guilherme Freitas

Facebook Twitter
O time campeão do Pan-Pacífico em 2018 - Foto: Reprodução

O time campeão do Pan-Pacífico em 2018 - Foto: Reprodução

Começa hoje a tarde na piscina do Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro, um training camp especial reunindo oito velocistas brasileiros que tem um grande objetivo para o ano que vem: conseguir um lugar no concorrido revezamento 4x100m livre que disputará os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Pedro Spajari, Gabriel Santos, Marcelo Chierighini, Marco Antonio Júnior, Bruno Fratus, Breno Correia, João de Lucca e André Calvelo foram convocados pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) e pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) para participar desse treinamento especial que tem como objetivo afiar cada vez mais o revezamento, um dos favoritos ao pódio olímpico do ano que vem.

O time campeão do Pan-Pacífico em 2018 – Foto: Reprodução

Até sábado os nadadores terão diversas atividades no Rio de Janeiro. Todos participarão de avaliações físicas, exames médicos, sessões de musculação, palestras e principalmente, treinamentos coletivos na piscina visando melhorar cada vez mais alguns pontos chaves do revezamento. Na água serão realizadas atividades em piscina de 50m e 25m, além de filmagens com biomecânica.

O principal objetivo da CBDA e do COB é deixar o principal revezamento brasileiro cada vez mais forte, além de criar um espírito coletivo entre os nadadores. Eles sabem que não há vagas para todos, porém, a competitividade será extremamente importante para deixar a equipe ainda mais veloz. Além dos atletas também estarão presentes na atividade os respectivos treinadores de cada um que também farão uma reunião apenas entre eles amanhã.

O 4x100m livre, medalha de prata no Mundial de Budapeste – Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

O revezamento 4x100m livre do Brasil é hoje o principal revezamento do país. No Campeonato Mundial de Budapeste em 2017 conseguiu a medalha de prata com novo recorde sul-americano: 3min10s14. No ano passado conquistou a medalha de ouro no Campeonato Pan-Pacífico e terminou como líder do ranking mundial com 3min12s02. Em fevereiro será a vez do training camp do revezamento 4x200m livre que foi campeão mundial ano passado na piscina curta.

Tags

CBDA natacao revezamento 4x100m livre Tóquio-2020

Guilherme Freitas

Jornalista sênior da SWIM CHANNEL.

Notícias relacionadas