XTERRA natação noturna!

12/08/2015

Facebook Twitter

O XTERRA é o maior circuito de triathlon cross country do mundo e comemora no Brasil seu 10º aniversário. O evento também promove com bastante identidade as modalidades: corrida de rua, moutain bike, natação em águas abertas e mais recentemente o stand up paddle. No ultimo fim de semana , em Mangaratiba, o XTERRA ousou nas inovações da natação e produziu uma prova noturna. Parece coisa de maluco e as questões eram muitas:

  • Como o atleta vai enxergar no escuro?
  • A boia de percurso terá iluminação?
  • Os atletas terão que utilizar identificação luminosa?
  • O guia da prova (pessoa que rema no SUP) estará com iluminação?

Estive presente no evento e escutei pelo menos 30 perguntas diferentes. Como mais de 500 inscritos no evento, tive a oportunidade de “bater papo” com pelo menos 100 pessoas e todas estava excitados para nadar e completar a prova. A X3M, produtora do evento, estava confiante na segurança. Cada nadador era obrigado a utilizar uma iluminação especial no óculos de natação, as boias de percurso tinham iluminação dupla (incluindo refletor de holofote), o pórtico da marca Speedo que determinava a metade do percurso e o pórtico de chegada estavam mais iluminados do que “árvore de natal “e o stand up paddle madrinha (guia da prova) tinha iluminação no corpo inteiro e lanterna na cabeça.

 Com tensão e ansiedade na largada, ampliada ao som frenético do ACDC (veja no vídeo aqui), os nadadores experimentaram uma das maiores inovações em águas abertas na região sudeste do país. “Ao entrar na água, a visibilidade era quase nula e olhar para o escuro do céu era como olhar para o escura da água”, comentou Marcos Campos, atleta da seleção brasileira de águas abertas e que chegou na terceira colocação geral do evento. Ao final, o sorriso estava estampado no rosto de todos os nadadores, que venceram o ousado desafio. Felizes e também aliviados.

Por Patrick Winkler

Tags

Águas abertas Mangaratiba natação noturna X3M XTERRA